Em entrevista, Dan Auerbach fala sobre início da carreira, amadurecimento musical e sobre novo disco do The Black Keys, “Brothers”

Deixe um comentário

19 de junho de 2010 por osagaz

Chris Riemenschneider, do jornal Star Tribune, de Minneapolis, entrevistou Dan Auerbach, guitarrista e vocalista da dupla de blues-garage rockTheBlack Keys. Nela, o músico fala sobre os primórdios da trajetória do grupo, sobre crescimento musical e espiritual e sobre o novo disco da banda, Brothers, lançado em 18 de maio e que na semana de seu lançamento vendeu 73.000 cópias.

Auerbach disse que a banda não tinha ideia do que fazia no começo, fato que refletiu nas primeiras músicas do grupo. “Nós não sabíamos como escrever uma canção antes. Nós apenas começamos a tocar nossos instrumentos. Aquilo era divertido, e é divertido ouví-las [canções] porque eram tão inseguras e imediatas. Mas nós crescemos. Não somos as mesmas pessoas – apesar de nós termos realmente nos divertido gravando esse disco [Brothers]. Nós gostamos dos desafios de tudo isto,” afirma.

Assista Tighten Up, do novo disco do grupo, Brothers, de 2010, no Late Show with David Letterman.

Brothers, sexto álbum do The Black Keys, foi gravado no Muscle Shoals Studio, no Alabama, onde Aretha Franklin, Willie Nelson e os Rolling Stones gravaram alguns de seus discos. Auerbach não acredita que o fato destes músicos terem gravado lá influenciou a sonoridade do álbum. “Nós tivemos nos divertimos lá, mas Pat [Carney, baterista da dupla], e eu poderíamos ter gravado o disco em qualquer lugar. Não tinha nada de especial no estúdio ou no equipamento usado. Eram coisas nada extraordinárias. Nós tinhamos em Mark Neill um engenheiro de som super talentoso, mas a conexão entre Pat e eu sempre foi a chave,” diz.

A banda, que está em turnê pelos Estados Unidos, recrutou o tecladista Leon Michels e o baixista Nick Movshon, ambos do grupo de soul/funk The Mighty Imperials, para acompanhá-los na excursão. “Nós queríamos manter [os arranjos das músicas] parecidos e não ter que limpá-los. Então nós encontramos uma dupla de vagabundos que pensam como nós e que irão tocar algumas canções conosco todas as noites. Eles cresceram juntos tocando música, assim como Pat e eu, então isso não é como contratar músicos de estúdio requisitados de Los Angeles,” conclui o músico.

No ano passado, Auerbach lançou seu primeiro disco solo, Keep it Hid. Ainda em 2009, o The Black Keys colaborou com diversos artistas de hip hop como Mos Def, Ludacris e Raekwon. Estas parcerias renderam nas músicas que fazem parte do disco Blakrock. O álbum terá uma continuação, pois a banda está produzindo novas canções com a dupla de hip hop de Chicago, The Cool Kids.

Fonte: Star Tribune

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: